terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Resumo Equação geral dos gases


Equação geral dos gases


Através das três Transformações gasosas (isotérmica, isobárica, isovolumétrica) representadas respectivamente pelas equações: PV = K, V/T = K, P/T = K é que se chegou à Equação geral dos gases: 
Observe que a equação aborda as três variáveis de estado (P, V e T). Sendo assim, é possível conhecer o volume, a temperatura e pressão de um gás se nos basearmos nessa equação. 

Vejamos um exemplo: 

O diagrama acima representa as transformações de uma massa fixa de gás, baseando-se nele podemos responder às seguintes questões: 

- Qual o valor da pressão do gás no ponto A? Repare que o ponto A se localiza no valor 2,0 no vetor P (atm), portanto dizemos que o valor da pressão atmosférica em A é de 2 atm. 

- E o valor da pressão no ponto B? Repare que esse ponto se encontra na mesma posição de A em relação ao vetor P (atm). Portanto, B obedece às mesmas condições de A e possui a mesma pressão: 2 atm. 

- Qual transformação gasosa ocorre na passagem de A para B? 
Transformação Isobárica, pois a pressão do gás é constante (2 atm) e o volume varia, de 4 litros (ponto A) para 8 litros (ponto B). 

- E o volume no ponto C? Se subtrairmos B – A, obtemos o volume de C = 4 litros.

- Considerando C e A: a pressão nesses pontos varia, mas o volume não. Temos então uma transformação gasosa Isovolumétrica.  

Um gás pode passar por três tipos de variáveis de estado: quanto ao seu volume, quanto à temperatura e quanto à pressão. Essas alterações são conhecidas como transformação isobárica, isovolumétrica e isotérmica. A partir dessas três transformações gasosas é que se chegou à equação: 


Essa é conhecida como a equação geral dos gases, que aborda as três variáveis de estado (P, V e T). 

A equação geral nos permite calcular, por exemplo, o volume de um gás que passou por alterações de temperatura e pressão. 

Um objeto prático que nos ajuda a entender a aplicação deste princípio: as latas de aerossóis. Os rótulos aconselham a não deixar esse tipo de recipiente em ambientes quentes ou expostos ao fogo, sabe por quê? 

Observando a equação geral dos gases: 


Podemos perceber que P, T, V são grandezas proporcionais, ou seja, o aumento de um incute no aumento de outro. 

Considerando a presença do gás dentro do recipiente, e que altas temperaturas provocam aumento excessivo da pressão, o que acontece então quando aquecemos uma lata de spray? 
Ela explode na presença de altas temperaturas. O aumento da pressão exercida pelo gás, ocasionada pelo aumento da temperatura absoluta, explode a lata. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário